sábado, 27 de novembro de 2010

27 years of life.

It's like world is in a blue monday and my mind is going down. I found myself in the middle of the city looking for tragedy and misery, specially when I look at the watch and I know that I lost my train and I remember the time that I wasn't ok, all the blame and fights all the spirit behind. You tell me sad stories about your childhood and I look at the watch taking away my time. The death is hidden in the watch. Death is hidden in my heart.
I don't know why but I trust her when she takes a part of me to nowhere, we spend all the month in wonderland. I was so happy in your boxers and in your t-shirt. I wonder if you have the same dreams and I wonder where is the death time.
Sometimes I wish that I could just pretend but it's only 27 years of life, no left too many years to myself.

15 comentários:

  1. "I don't know why but I trust her when she takes a part of me to nowhere, we spend all the month in wonderland. I was so happy in your boxers and in your t-shirt. I wonder if you have the same dreams" |:
    this.

    ResponderEliminar
  2. São as três pessoas que me mataram por dentro, um de cada vez. Destruíram totalmente a minha personalidade e obrigaram-me a criar outra.
    Não merecem nem uma única lágrima mas tiveram-na, milhões delas e ainda têm.

    ResponderEliminar
  3. vingança? não houve
    só à rapariga mas isso era porque eu era pequena e não pensava nas coisas, apenas agi.
    a eles nada. nojo.

    ResponderEliminar
  4. se me ajudares a viver no mundo real já melhora bastante. o resto tenho de ser eu sozinha a fazer...

    ResponderEliminar
  5. vou tentar mas para isso tenho de aprender a falar com as pessoas. eu só falo com quem conheço, com aquelas pessoas que me fizeram confiar nelas. o que torna as coisas bastante complicadas.

    ResponderEliminar
  6. pois, deve ser por isso que eu falo com poucas vezes.
    deves ter reparado que eu nem consegui responder a tua amiga, carolina, certo? é verdade que estava um pouco cega mas mesmo assim x.X

    ResponderEliminar
  7. eu faco bues porque estou sempre aborrecida D:

    ResponderEliminar
  8. eu confio em muito poucas pessoas, talvez 4 ou 5, no máximo. mas falo com mais gente, só que não lhes digo propriamente nada.
    mas não sei porque há imensa gente que confia em ti. talvez por eu nao falar. não sei.

    mas devias, é bom ter alguém em que confiar

    ResponderEliminar
  9. é obvio que nunca podemos ter a certeza se devemos confiar em alguem, porque os humanos não são perfeitos nem nunca iram ser, por mais tempo que passe iriam continuar a magoarem-se uns aos outros.
    mas eu acho que devemos confiar ou pelo menos tentar. quando nos traem a confiança doí mas também nos fazem sentir que não estamos sozinhos no tempo.
    porque achas que não deviam confiar em ti?

    ResponderEliminar
  10. faz sentido.
    mas devias confiar mais nas pessoas, podem-te magoar mas tambem te podem fazer feliz.

    ResponderEliminar
  11. achas mesmo isso? nunca te sentiste feliz apenas por estares ao lado de outra pessoa, ou por te ouvir, ou chorarem contigo. aí são as outras pessoas que interferem com a nossa felicidade, não nós

    ResponderEliminar
  12. mas sentiste, interferiram com a tua felicidade. se queres controlar o que sentes não podes viver no meio dos outros, tens de te isolar porque por mais que tentes não iras conseguir.
    somos feitos para viver em grupos e sentir uns com os outros e não há nada que irá mudar isso.
    quando sorris, sorris com os outros porque eles te fazem feliz, não tu a ti.

    ResponderEliminar
  13. podemos estar sozinhos o meio dos outros, eu estou sempre e nunca estou realmente sozinha.
    mas gostas de ser feliz com os outros?
    mas a felicidade que nos damos a nos proprios nunca pode ser comparada com a que nos dão. aquilo que nos dão é muito mais intensa mesmo que seja apenas momentânea.
    sim a tristeza é eterna, tens razão, mas sem ela era como se nunca tivéssemos realmente vivido, a dor faz parte.

    ResponderEliminar
  14. acredito mas eu gosto de ter alguém a meu lado mas isso não significa que não consiga estar bem sozinha, porque consigo.

    ResponderEliminar