domingo, 19 de dezembro de 2010

É Dezembro e é tão bom como se fosse Julho.

"But I know the pain. You think that you can handle it but one day you can't."

Isto és tu perto de mim.
És tu minha morte e meu reflexo,
És tu minha paixão interna que me leva ao fim
Dos meus dias com um êxtase sem saber de mim.
Eu queria-te segurar para sempre minha interna morte, minha interna dor.
Me, myself and I.
*
O frio não me entranha a pele como do costume, a dor não passa de uma coisa singular e os risos coisas banais. É Dezembro e é tão bom como se fosse Julho. Não existe chuva no meu universo, apenas chuva na minha fantasia, pobre fantasia minha que se enche de tristeza por tristeza não enxergar.
Anything and anyone can't break it, anything and anyone can't have it.

I miss myself more than never.
I miss the pain.

E é como se divagasses constantemente sobre tu própria, não aceitas as mudanças e tentas procurar o que tinhas, tens medo do que tinhas mas a nostalgia não te larga, mesmo como se não a sentisses e a quisesses.
Dava tudo para te voltar a ter perto de mim, por enquanto esperarei na minha fantasia que é onde melhor me escondo, onde melhor te vejo.


"It's like asking, "Who are you?" over and over and over. The answer is never quite right."
My immortal soul  are you still alive inside of me?

11 comentários:

  1. HOJE VI UM FILME COM UMA RAPARIGA IGUAL A TI!
    ok, depois deixou de ser assim tão igual. mas era igual na mesma!

    ResponderEliminar
  2. scott pilgrim vs the world
    olhaaaaa: http://www.tntmagazine.com/cfs-filesystemfile.ashx/__key/CommunityServer.Components.SiteFiles/TNT+TODAY+BLOG.1408/Scott-Pilgrim-Vs-The-World.jpg

    ResponderEliminar
  3. "E é como se divagasses constantemente sobre tu própria, não aceitas as mudanças e tentas procurar o que tinhas, tens medo do que tinhas mas a nostalgia não te larga, mesmo como se não a sentisses e a quisesses.
    Dava tudo para te voltar a ter perto de mim, por enquanto esperarei na minha fantasia que é onde melhor me escondo, onde melhor te vejo."

    procurei durante muito tempo as palavras para o que sinto. obrigado.

    ResponderEliminar
  4. aw nem sabes o quanto eu fico feliz por ler isso, a serio, eu adoro escrever porque é como se os sentimentos ficassem sentidos nas palavras e toca-me imenso quando alguém sente o que eu sinto.
    obrigada eu :)

    ResponderEliminar