segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

My heart gets hyperactive.


Descias pela rua vestida de branco, tinhas o vestido manchado de sangue, o meu coração acelerava a cada momento, sentia que me ias matar a qualquer momento. Enquanto tu descias a rua, eu subia. Caminhávamos em direcção um ao outro pela estrada fora, à volta não passavam de árvores despidas e casas desabitadas.
Os minutos aceleravam e transformavam-se em segundos, o nosso encontro estava para breve, a iminência penetrava-nos e os olhos, já conseguia enxergar os teus olhos.
Antes do sol aparecer e antes de as flores crescerem já nós existíamos, a caminhar em direcção um ao outro até ao fim dos nossos dias, estavam breves esses dias, já os podia sentir. O vento soprava no sentido contrário do teu rosto, levando os teus cabelos compridos para longe do teu corpo.
Antes de eu saber o que estava a acontecer tu já me tinhas apanhado, o meu coração corria, tornava-se hiperactivo então os teus lábios também. A agonia da inveja invadiu-me, só queria ter sido mais frívolo, olhando para trás... Só queria ter sido mais frívolo.

Devia te ter segurado, eu devia ter te segurado.

Via os momentos todos da nossa vida inútil a passarem-me à frente, imagem por imagem, como num filme, revivi a minha vida em segundos que pareceram anos, nunca vi morte tão dolorosa como a minha.
O vento fazia escorrer o meu sangue pela estrada fora, não aguentei depois de todas as noites enfiado naquele quarto, os Invernos todos a que sobrevivera e toda a ilusão a que fui submetido.
Simplesmente não aguentei.

Ainda hoje ouço a canção...

"Flor de luz reluz
Brilha o tempo é teu
Volta tudo a trás
E trás o que foi meu.
Feridas vais sarar
Do que aconteceu
Salva o que eu perdi
E trás o que foi meu
O que foi meu..."

"Her lips get hyperactive, so hold her now."

7 comentários:

  1. suporto a dor mas nunca o amor, doí de uma maneira diferente, insopurtável.
    nunca disse que tinhas a culpa, porque não tens, eu é que nunca me devia ter apaixonado mas eu sou uma merda, já devia estar habituada a isso.
    sim, seria mais facil mas tu não consegues amar-me, és solitária e eu não devia ter sequer pensado, mas as vezes penso demais.
    Só precisavas de me conhecer, visto que não sabes practicamente nada sobre mim. Pode ser que um dia me venhas a conhecer, era bom.

    ResponderEliminar
  2. Pois, se pudesse nunca me tinha apaixonada, mas infelizmente não temos muito controle nisso.
    És solitária e tens medo do amor, preferes ficar contigo própria. Sim, acho que sei bastante sobre ti...
    Podiamos fazer uma coisa, começar do ínicio. Esquecer tudo o que sabemos uma da outra. Nunca fiz isso mas acho interessante. Tinha pensado dizer-te isso no ano novo mas não deu, não sei porque
    Sonhei com a tua morte ontém, isso significa o final ou o inicio de uma nova fase.

    ResponderEliminar
  3. desculpa a demora.
    eu gosto de mim mas nunca consigo deixar de estar insatisfeita! sentes tudo na cabeça como assim? seja lá como isso for deve provocar valentes dores de cabeça mulher!

    ResponderEliminar
  4. Não vou não, apenas mudou se calhar. Eu não vou deixar de gostar de ti e mesmo que deixasse não deixava de estar contigo, também estimo bastante a tua amizade.
    Mas não me respondeste, podemos começar do inicio? Como se nunca nos tivéssemos conhecido.

    ResponderEliminar
  5. eu isso da falta de consciência também me aconteceu durante uns longos longos lsshmgk tempos!

    ResponderEliminar