quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Love cats.

Rolando lentamente
Nos teus braços peludos,
Rolando na paixão ardente
Que transita de abraços a sonhos humidos.
Vergando vestes de seda
E máscaras de alcatrão.
Caindo na própria ilusão,
Perdendo a própria noção.

Os passos que nos rodeiam
Fazem tropeçar sem parar
Até ao fim da rua do amor
Onde gritos nos invadem de prazer
E tão pouco de dor.

Lambe-me a face como um gato
Rasteja até mim como um rato
Procura o teu prato
No meio do meu asfalto.

Tu queres sempre mais, mais, mais.
Sabia que vinhas novamente
Com o teu passo pesado para voltar
A tropeçar na minha mente
Que tão te atormenta.
Que tão pouco te afugenta.

I will do anything for you.





Sem comentários:

Enviar um comentário