domingo, 16 de outubro de 2011

True dream.

Uma nébula no ar e o som já mais existe, apenas pequenas, grandes nébulas que nos ofuscam os olhos e tornam os nossos passos inconsistentes. A respiração lenta e o pestanejar pesado, mais lento, imune ao que lhe rodeia. A cabeça cai, a nébula torna-se mais densa, os olhos fecham e a nébula torna-se mais clara. O corpo pesa e decai de uma maneira suave, fluída, como cair num prado de flores fofas e aconchegadoras, feliz. O sonho é nítido e claro, real até ao acordar. Os olhos vacilam ao abrir, dás por ti num chão e pessoas a observarem-te, era tão mais feliz a sonhar...


- Always.

Sem comentários:

Enviar um comentário